Sorri, para o mundo!

Eu nunca pensava numa situação tão difícil de levantar, acredita! Quando soube do peso que tomara essa doença, fiquei quase ou tão chocada como a importância que aguenta este massacre. A verdade é que as notícias podiam ter sido melhores, evitando exaltar a alma dos que rezam. Tudo isto podia ser adiado, se não fosse impossível de ocorrer.
Mas calma! Não é necessário, esse teu estado de agonia total, que até te faz sentir como um ser diferente. Nada disso tem de acontecer, porque o meu ombro se encosta ao teu, quando mais precisas e menos esperas, sem qualquer sacrifício ou obrigação. Sabes bem disso, desde o inicio.
Acredita num futuro mais compensador, uma vez que difícil é pouco para caracterizar aquilo que estás a viver, agora. Não merecias, nem metade! Quando digo para sorrires para a frente é porque sei que nada te resta em baixares os braços. Não quero que caminhes mais, em direcção, a um refúgio, que se pode tornar vicioso. Ainda não perdeste a batalha, ainda não é tempo…

6 comentários:

Rita da Maçaroca disse...

Às vezes sao palavras como estas que ajudam quem precisa. São gestos como os teus que descreveste que amparam o coração e o ajudam a bater. A sobreviver por uma vida incerta...
Amigos estão lá para tudo e nos momentos de aperto, sao os primeiros a ter o dever se darem a mão, o corpo todo se for preciso...
Gostei muito meu bem :)
Beijinho*

Isa disse...

Não acrescento nada ao que a rita disse :)
simplesmente ADORO *

Rita da Maçaroca disse...

Quem disse isso?
Quem quem quem?
:)

Rita da Maçaroca disse...

Never mind :) Ja sei.
Sempre aqui <3
A Ritinha ajuda sempre no que pode e tenta no que nao pode...

Nunca seras perda de tempo

Beijinho*

Helena Gomes disse...

gostei :b

Bruno disse...

há que ter sempre esperança ;)
Gostei ****