Chance

Preciso de te contemplar durante os dias que me restam, de tocar essa tez, que me atenta cada vez que eu te olho e de uma marca tua tatuada em mim. Um encaixe que me leve aos teus braços e que me faça permanecer colada ao teu corpo até ao infinito. Permissões para me poder mergulhar e perder em ti e me tornar a exploradora número um, desse teu lado, mais selvagem. Uma licença, que comprove o que adquiri, até ao ponto.

7 comentários:

Rita da Maçaroca disse...

Belessimo amor :)*
Belessimas palavras...

Beijinhos

Isa disse...

vai atrás do que anseias :)

Isa disse...

gosto de todos, acredita :) cada um com a sua ''categoria'', mas todos me dão gosto de ler :)
oh querida, está muito bonito :) e digo-te mais, todos os teus blog's merecem muitos selinhos mas como não sei onde encontrar todos, digo-te que :
SÃO O MÁXIMO E DESFRUTO DE MUITO BEM ESTAR AO LER :)

Bruno disse...

vai e nem peças permissão :)
bj*

jane disse...

sim, já dá :)

Afonso disse...

as tuas palavras... tao doces :)

O Profeta disse...

Porque será que os pássaros
Cantam na partida do dia
Porque será que um amante ausente
Fica de alma apertada, vazia?

Porque será que as ondas lamentam
Em sussuros de sal no areal
Porque será que as rezas são feitas
Para correr para o longe o perverso mal?


Boa semana


Doce beijo