Recordações

Hoje, apetece-me sorrir.
Até agora, nada se opôs à minha pessoa e digamos que já ouvi desabafos, que me fizeram sentir uma felizarda. Mais uma vez, teletransportei-me até à minha infância, quando recuei no tempo, e falei em pessoas infelizes que não merecem consideração alguma, aquilo que, no fundo, se fez lembrar na minha cabeça. Gozo agora, a extravagância vivida, devido à passagem de modelos que passaram, num ápice e que mesmo assim, me ensinaram bastante.


3 comentários:

Rita da Maçaroca disse...

Está muito sincero. Por vezes lembramos quem nao queremos em conversas e desabafos com outros. A felicidade do hoje tem que nos invadir todas as manhas e repousar no sonho. No amanhã, temos que ostentar o maior sorriso do mundo. Nunca se sabe qual será o princepe que poderá estar a ver-nos :)

Gostei muito *

Beijinhos

Isa disse...

Sorri minha querida, porque cada vez que tu sorris , alguém vai sorrir contigo, alguém vai querer sorrir como tu, e passo a passo, vai haver mais gente feliz .

Bruno disse...

é bom quando as recordações nos fazem sorrir :) e a nossa infância tem disso, parece uma caixinha mágica! xD
beijinhos