Ruelas

Caminho eu agora, por estas ruas, com texturas familiares. Algumas luzes e algumas cores.
Vou descalça e levo uma mochila às costas, com todo o equipamento necessário para os dias em que o sol raiar e para os outros restantes. Levo histórias passadas e bolsos a contar com aquelas que ainda não vivi. Comecei mesmo agora a voar, com desígnios recentes e com uma vontade inundável de sorrir e cantar.

5 comentários:

Rita da Maçaroca disse...

Claro que terás a Ritinha a seguir o teu blog :)
DEpois do que me dizeste noutro dia, tocaste-me realmente no coração. E com estes teus textinhos tenho a certeza que moverás multidoes. :^)

Hoje vou passear nessas ruelas...

Beijinho*

Isa disse...

Foi partir, na esperança de não voltar, de não ter saudades...

Bruno disse...

agora tens uma ruela só tua?
bem como a minha vai-se cruzar na tua, vou ficar atento... :) ehehe
beijinhos

Daniela disse...

Blog giro é o teu ! :)

Iúri Zúluri Revel Regueiro disse...

vai e canta pois seus males espanta