Vagueia em mim

Parece-me que nunca irás perceber o que realmente sinto, mas eu não me importo de te explicar este sentimento que me ilude, durante horas a fio, a sério. Que ficasse sem palavras ou repetisse tudo uma outra vez, que tropeçasse e me levantasse de novo… não haveria mais margem para desculpas nem problemas, nada disso fazia retroceder um passo que fosse, nem me impediria de vociferar para todo o mundo o quanto eu te amo. Sim, ficaria exactamente onde estou, a verbalizar e a cantar palavras, que tu pudesses entender tão profundamente, como era aquilo que soaria no ar. Eu contaria tudo, tudo aquilo que tens direito a saber, desde o inicio desta novela, que me enlouquece no passar dos dias, até ao presente. Presente sim, Amor Meu, ainda nada acabou, nem algo parecido se aproxima. Só há pouco começamos e nem a meio vamos.
É isto que eu sinto e o futuro, esse vulto que se alastra, ainda espera pela nossa vivencia neste conto proibido.

9 comentários:

# Gabriela disse...

só aqui pude ler o texto, na página inicial o título ocupa metade do texto :'s

- ansiamos sempre por um momento de revelação, que os faça entender as coisas. espero que consigas esse momento, my dear :) (LL)
o que é proibido (...) :P

Rita da Maçaroca disse...

Eu gostava de poder ler o texto desde o inicio mas nao consigo :S
Por causa daquelas Ruelas e Vielas em cima :X

Mas pelo o que li, está realmente amoroso. Vale sempre a pena lutar e acreditar num amor futuro. Quero acreditar nisso sim...:)

Beijinhos*

# Gabriela disse...

sim, agora está perfeito :)

# Gabriela disse...

está sim, perfeitinho :) <3

jo disse...

Que lindo que está, que lindo e apaixonante *.*

Isabel disse...

E num dos teus blogs não consigo mesmo querida --'

A Magia da Noite disse...

Sempre os contos proibidos são os mais apetecidos.

beatriz'mr disse...

*assídua. xD

beatriz'mr disse...

Gostei, gostei. *w*
Ganhaste mais uma seguidora. :D