Rugas

Debaixo das rugas que te assustam, confesso-me até de joelhos, que a simplificação de um simples sorriso, já não é tão fácil de exercer, como dantes. Há medida que vou envelhecendo, vou ganhando lugar na grande poltrona, onde um dia também chegarás, com esta mesma empatia que me aguenta, espero. Agora limitas-te a ver!
Quem me dera ousar de mais um esboço, na face, para te dar a entender, o que me satisfaz mais dignamente neste preciso momento. Quem me dera! Não mais implores, o teu ser audaz e atrevido.
Era o que alguém me fazia entender

7 comentários:

Rita da Maçaroca disse...

Ai a idade prega das suas mas vale a pena viver por cada uma dessas rugas :)

Beijinho L'

# Gabriela disse...

"Rugas, começam a nascer as primeiras rugas..." :)
As nossas rugazinhas são bem odiadas, mas são marcas de um passado. JÉÉ (LL)

Walker Woman ツ disse...

Uma ruga, uma história, já dizia a minha avó ;)

Beijito*

Silvana disse...

Bom Natal e um fantástico ano novo Querida :)

aproveita bem essas férias.

Fez-me lembrar uma música, este texto.
Muito bonito e real :)

Rita da Maçaroca disse...

Tens finalmente tempo para o teu blog ?

:DD

Rita da Maçaroca disse...

Pois, calculei que tambem ficasses finalmente livre :)

Eu sou do Porto - Amarante..*

Rita da Maçaroca disse...

Mas finalmente chegou e agora podes dar largas à imaginação x)

Beijoca L'