Enquanto o sofrimento decorre...

O melhor é mesmo pensar, antes de avançar, quando não temos a certeza daquilo que nos espera. Para teu bem, meu amor, não voltes a expressar um: “Não sei…”. Isso para mim, não significa nada e só contribui para esse teu suor, que aparentas expulsar com gosto. Para mim chegava, como já te deves ter apercebido, não aguentaria nem um dia. Aliás, nem sei se lá chegava. Essa história já me desgasta e sinceramente não me dá certezas de absolutamente nada.
Vais voltar, como de todas as outras vezes, eu sei. Vais sofrer e dizer que foi a última vez… e depois, quando a cabeça arrefecer, vais retirar o que disseste e voltas, como um pássaro inocente, que não sabe o que lhe espera. E embora não o mereça e esteja ciente disso, continua indecisa. Não sabe se acabe tudo ou se deixe alimentar a história que lhe proporciona fantasias, de todas as vezes que estão juntos, estaladas e bocas que traduzem uma história, em que o fim ou o desenvolvimento, é igual para a outra parte. É essa a tua história.
Eu não admitia. Não sei onde é que esta história vai parar, mas tu bem sabes, que eu não suportaria tanta cobardia e indelicadeza. Esse monstro que tu teimas em aturar, tira-se pela pinta e se assim não for, bastam minutos para ver, do que ele é capaz. Tu não mereces, já o disse.

21 comentários:

Rita da Maçaroca disse...

Pessoas assim, nao tem amor-proprio, porque se o tivessem nao fariam aos outros o que nao gostavam que lhes fizessem a eles...
São covardias demasiado comuns --'

Gostei **

Beijoca <3

Gabriela disse...

ó jé, brutal :)
mas quem quer tal criatura? ninguém, é que ninguém merece. **

Gabriela disse...

o pior é que essa pessoa deve ser a besta que ama mas não conseguir ultrapassar esse sentimento. Sabes? Também estou nessa situação. mas eu abri os olhos, finalmente! tinha amigas que bem me tentavam abrir os olhos, e eu fechava-os, não queria ver o mal que me corroía. =( apoia-a, ajuda-a. Ela precisa.

. ana disse...

Parece que estás a escrever para mim, neste momento. Quando amamos, ficamos cegas, e pensamos que será sempre o seu último erro. Mas nunca é o último :s

jo disse...

OBRIGADA MINHA QUERIDA ;)
esse sorriso *

Né # disse...

segue. pessoas assim não merecem nada querida. a serio :x

. ana disse...

Já passei por isso, e sinto que está a voltar acontecer :s eu prometi que era a última vez, mas sinceramente não sei.

. ana disse...

mas quando estamos dois anos com essa pessoa, é mais difícil por um ponto final em tudo :s

Gabriela disse...

eu abri os olhos por mim mesma! andei cega, adormecida. Acordei! apesar de me terem infectado os ouvidos com todas as merdas, eu só vi quando quis, quando atingi o meu fundo. Ela verá, um dia. talvez cedo, talvez tarde - independentemente de quando, tens é de lá estar. Vai precisar de ti. (sinto-me ainda muito sozinha, muito) é preciso todo o apoio possível e imaginário. És uma boa amiga : )

filipa disse...

sei tão bem do que falas aí minha jeze :$

. ana disse...

desistir?

. ana disse...

eu gostava de acreditar que vale :s

Catarina disse...

adorei .

Débora. disse...

adorei

cátia sofia disse...

o amor é cego, é difícil de sair dele..

. ana disse...

obrigada querida :')

caroline knows disse...

eu vim embora cedo x)

Catarina disse...

de nada mesmo (:

Girl in the Clouds disse...

Ou sim ou sopas!!
Texto bonito!! kiss

sara disse...

adorei o texto :)

sara disse...

segui também :)