Ousadia #1

Dentro de uma casa cheia, o nosso quarto fechou-se à chave, sem fazer parecer aos restantes elementos, que respiravam o mesmo incenso. A segurança que me fazias sentir, era tanta que o primeiro toque que exerceste sobre mim, fez estremecer-me por inteiro, da cabeça aos pés.
As carícias começaram e eu pedia para que nunca mais terminassem. Porquê e como eram questões que não se opunham, eu só pedia uns minutos prolongados. O medo que se apresentava era desajeitado e fazia estabelecer ainda uma adrenalina superior, capaz de fazer saltar o mais puro dos prazeres, enquanto por mim, continuavas a passar…
Não sei se é por ser tão difícil ou punível, mas cada vez gosto mais de ti.

13 comentários:

. ana disse...

e eu cada vez gosto mais do que escreves :')

Sonhadora disse...

Na maioria das vezes aquilo que mais queremos é o que dificilmente conseguimos ter... O fruto proibido é quase sempre o mais apetecido ;) ***

Maçã e Canela disse...

quem gosta...ai quem gosta

filipa disse...

está tão verdadeiro minha jeze :$

<3

SaraSerrano disse...

esta verdadeiro mesmo, esta mesmo sentido, adoreeiii*

Mafalda . disse...

- mesmo boniito !
gosto muito do blog :)

Diogo Sc disse...

GOSTEI, está mesmo bonito.
Escreves muito bem.

isso disse...

está tão sentido, adorei mesmo

Diogo Sc disse...

ora essa, de nada :)

Isabel disse...

Adorei mesmo Jezebel :)

- Sílvia • disse...

Simplesmente bonito ^^

Isabel disse...

De nada querida ^^

filipa disse...

obrigado meu bem <3