Conta-me como é

Metes cada vez mais longe a ideia de ficares distante e quereres continuar nesta ausência que me altera e ao mesmo tempo matas-me com o teu silêncio, sem as tuas doces palavras que antes tanto proferias. E eu fico aqui, sem reacção, com um nível de esperança muito reduzido e coração a palpitar cada gesto e a cada conversa. Parece que os reflexos mudaram e que o domínio que tinha em mim se colocou em fuga só para me irritar ou simplesmente afligir. Mas de nada vale, agora ter assim aquilo que me aquece e mantém viva, porque eu não sei como vai ser depois, nem entendo como está a ser agora.

12 comentários:

saramendes disse...

posso dizer que é o melhor texto que já li teu. LINDO, LINDO! fogo

filipa disse...

" porque eu não sei como vai ser depois, nem entendo como está a ser agora. " só isto resume o que disseste em cima <3

beatrice disse...

lindo texto, adorei :D*

saramendes disse...

é o que eu acho :) de nada.

Girl in the Clouds disse...

Está lindo!! Escreves muito bem!

Sara Santos disse...

está lindo *.*

Sara Santos disse...

podes crer, então nós que adoramos abraços xD
obrigada!

Né # disse...

adorei querida. mesmo muito. está magnifico.

Joana S. *-* disse...

LINDO :')

'a dreamer disse...

em relação aos abraços ultimamente tenho recebido muito fortes :'$
adorei o texto :)

'a dreamer disse...

ahahah eu nao domino bem o francês :P beijinho

Isabel disse...

Lindo texto Jezebel :)