“Mon amour”

Quero dar meia volta e ver o teu retrato, sabendo que hoje vieste. Quero que fales comigo e me digas o que realmente se passa, para com essa preocupação, que nos ouvidos de outra pessoa é uma simples brincadeira.
Diz-me o que sentes… lembra-te do que passámos e das saudades que ambos temos de tudo. Desistir não faz parte do meu livro de palavras e se queres que seja sincera, eu sou: se tivesses aqui ao pé de mim, não sofrerias tantos atrofios como agora, porque simplesmente não tenho vida para andar a chocar com as pessoas, quando bem me apetece. O mais simples, é mesmo dizer que sei o que quero e que não volto atrás com as palavras, o que me faz ter pena, muita pena de quem não pensa.

9 comentários:

Lili disse...

desafio no meu blog :)

filipa disse...

Não desistas meu bem, nunca <3

Sara Santos disse...

desafio para ti no meu blog :)

neechee disse...

isso mesmo . (:
não desistas .

também gostei do teu blog :]

Marta disse...

encara como um desafio.

Anónimo disse...

Aviso a todos os blog’s: Tenham cuidado com o blog Puzzle de Vida (http://vaificarnamemoria.blogspot.com/search?updated-max=2010-03-26T21%3A59%3A00Z&max-results=2), que anda a copiar textos de outros blog’s como: o Pequenos textos (http://omeumundoporescrito.blogspot.com/2008/02/vida-num-instante.html).
Coloquem protecções no vosso blog, para não serem atingidos.

saramendes disse...

tens toda a razão e de facto corroem mas daqui o que me leva pensar..deste texto, é que o que é mais simples é o mais bonito de se ver.

- Sílvia • disse...

- adorei o post.
- parabéns pelo blog perfeito *.*
- desculpa a ausência.
- beijinhos «3

annie disse...

adorei minha querida :)