Demência

Estimava puder saltar, para os tempos arcaicos, remexer tudo novamente e mudar os rumos que até agora adoptei. Mas não posso. Se a minha imaginação me levar longe, quero ir com ela, seja onde for, com quem quiser e quando eu o tencionar. Neste instante, é isto que me salpica a escadaria que tenho ali, suspensa por dois pilares, bem ao meu lado. Pretendo mais, tenciono melhor, como um furioso furacão, apto o suficiente a transformar tudo, com efeitos que à vista causam sensação de furor e demência.

9 comentários:

♥ marta. disse...

Desejamos mais, sempre mais.

diana alba disse...

bonito (:

Girl in the Clouds disse...

Lindo como sempre, adorei!!

cláudia disse...

acabamos sempre por desejar mais :)

Marta disse...

http://www.flickr.com/photos/49935962@N04/

aqui está, minha querida.

Mel disse...

Adoro o teu blog:D

Isabel disse...

Lindo *.*

Isabel disse...

Muito obrigada querida :)

- Sílvia • disse...

- mais uma vez adorei o que li (:
- muitos parabéns ^^
- um beijinho e bom fim-de-semana .