para te ver I

Abri os olhos, alarguei os braços,
senti a alvorada renascer. 

Remexi os suaves lençóis,
oh, por momentos ansiei por te ver. 

Iluminada pontilhadamente pelas janelas,
desejei o meu pensamento emudecer,
que se calasse e nada mais pronunciasse.

12 comentários:

Maria Filipa disse...

parecia um burro a olhar para um palácio, que carago de pergunta -.-

inês disse...

ainda sai hoje a proposta de resoluçao certo? ainda bem que te correu bem querida

Maria Filipa disse...

eu sabia lá o que haveria de dizer? credo

inês disse...

o site não dá para abrir, é porque estão a por lá a correcção

carina, disse...

muito obrigada :))

Silvana disse...

adorei o textinho :)

Maria Filipa disse...

Pronto ter saído Pessoa já não é mau, sair Campos não foi muito bom, se saísse Caeiro era a coisa mais perfeita do mundo :D

Maria Filipa disse...

eu com 10, relativamente a esta bodega toda deitava foguetes, fazia a festa e apanhava as canas.

Esther disse...

pois é oh

Maria Filipa disse...

oh se iludem.

Mafalda disse...

Gostei:)

jo disse...

Não tenhas medo do que a vida te trás. Carpe diem, sim?