é improvável!

Ninguém mais consegue fazer aquele olhar terno, com que ficas quando me beijas e me elogias. Por mais que queira imaginar a minha vida ao lado de outro alguém, acho improvável. E mesmo assim, prefiro continuar a reflectir sobre os nossos momentos, as noites em que adormecemos agarradinhos, os beijinhos doces que tu me davas e o carinho que tínhamos, um para o outro.
Nota: Improvável não é impossível
Encontrei aqui este excerto de Novembro de 2011 nos meus rascunhos e entretanto já mudou tanta, mas tanta coisa. O tempo toma conta de tudo e de um momento para o outro as coisas mudam e esvoaçam como vortices velozes. Não que isto aconteça constantemente com a nossa pessoa, mas sim com os que nos rodeiam. E é por isso que por mais que eu diga que confio, mantenho sempre um pé atrás, seja com quem for, já há muito muito tempo. Na verdade podemos ter certezas com os nossos pensamentos e ideais mas nunca podemos julgar os dos outros... Se nem sempre sabemos o que pode ocorrer com o nosso ser, nunca confiar nas palavras que as outras pessoas proclamam para o futuro. Considero isso basicamente um erro, só serve para nos desiludirmos mais e mais.

8 comentários:

Alice disse...

Ha sempre alguem que nos marca. Gostei muito <3

Maria Filipa disse...

isso é amor *

Izza Shocks. disse...

Adoro o teu fundo, já o tive!
É sinal de bom gosto :)

APF disse...

porque há coisas que nunca se esquecem, que nunca se apagam. lindo texto.

jo disse...

lindo de se ler. está maravilhoso.
e sabes, um dia li que a intimidade, quando muito bem formada e tatuada na pele, nunca se perde.

A. disse...

tão bonito =)

ana cristina disse...

que fofinho :')

Bela Monstro disse...

:)