Tu não estás bem e eu também não

Aos poucos e poucos vou sabendo mais de ti e sinceramente agradeço, porque é sinal que estou a teu lado. Embora hoje, que estou seriamente preocupada, porque para além de não nos vermos há dois dias, o que já é muito para nós, sei que não estás bem. E soube à pouco que isso por vezes acontece contigo, o que não sabia era a intensidade. Estás com febre e a minha vontade era estar aí contigo apenas acariciar-te, a mimar-te e ver-te melhorar rapidamente, mas há asneiras que não nos deixaram estar por perto nestes últimos momentos e é por isso mesmo, que me sinto a pessoa mais parva de sempre. 
Talvez estes dois dias nos façam pensar em certos aspectos, o que é sempre bom, mas na verdade eu não estou bem , sabendo que estás assim. E eu prometo que para a próxima não vai ser assim tão brusca, essa tua recaída. Basicamente, eu não vou deixar que abuses novamente da tua diabetes. Desculpa-me, mas eu não sabia mesmo que isso afectava tanto contigo quando bebias um copo a mais e por essa mesma razão, não vou suportar que faças o mesmo, quando sairmos mais uma vez à noite. E isto de nós estarmos longe um ou dois dias até pode ser bom, mas sabes? Eu não gosto nada, e queria muito ter-te aqui agora, comigo. Um grande beijinho de melhoras meu amor e até amanha. Dorme bem!

Sem comentários: